Continuando o nosso artigo sobre as privilegiadas cidades próximas a famosos parques nacionais ao redor do mundo, hoje vamos falar sobre mais duas delas: Cuzco no Peru e Banff no Canadá.

Cuzco e Machu Picchu – Peru

Dificilmente alguém ainda não ouviu falar sobre o santuário histórico de Machu Picchu, no Peru. Se você nunca ouviu falar, bem resumidamente, também conhecida como a cidade perdida dos incas, Machu Picchu é uma cidade pré-colombiana localizada no topo de uma montanha a 2.400m de altitude, no vale do Urubamba, no Peru.

Ao contrário da maioria dos parques nacionais espalhados pelo mundo, Machu Picchu é bem mais conhecida pelas suas belezas arquitetônicas do que por suas belezas naturais. Cuzco é uma cidade localizada a 75km de distância de Machu Picchu e serve base principal para o grandioso número de visitantes que visitam o local todos os anos.

A americana Anna Dorfman morou por quase um ano na cidade e a comparou com Nova Iorque quando disse: “Assim como Nova Iorque, Cuzco não para”. O fluxo de visitantes faz com que a cidade tenha uma vida noturna bastante agitada.” Jantar em um dos vários restaurantes de galeto (pollerias), beber no conhecido bar Mithology e dançar salsa no Mama África eram os programas favoritos descritos pela americana em seu blog de nome Adventures of Anna Abroad.

Nas igrejas localizadas na Plaza de Armas é possível observar a mistura entre a arquitetura Inca e a influência da colonização espanhola.

Imagem

Banff e seu parque de mesmo nome

Ao contrário das demais cidades citadas anteriormente, Banff fica localizada dentro do parque nacional de mesmo nome, no Canadá. Um outro fato diferente sobre Banff é que só pode morar nela quem trabalha no parque. “Essa exigência evita a explosão imobiliária de acomodações para férias e fins de semana”, explica a diretora da agência de turismo Tauck, Sarah Brooking.

Há também casos de trabalhadores que moram na cidade de Canmore, essa sim vizinha ao parque a uma distância de 26km. Por causa do parque, a vida selvagem é intensa e Brooking explica: “Aqui estamos mais preocupados em sermos atacados por onças-pardas ou ursos quando estamos voltando para casa de bicicleta ou de esqui do que em sofrermos algum assalto ou outro crime”.

Outro detalhe bastante interessante em Banff é a quantidade de diferentes idiomas que surpreende para uma cidade de apenas 5km quadrados. “Todo dia eu escuto pelo menos cinco idiomas sendo falados, pode não ser tão impressionante em uma grande capital, mas aqui no meio das Rochosas canadenses, é algo quase surreal”, continua Brooking.

O número de acomodações na cidade é restrito e, por isso, caro. A quantidade de bares, cafés e restaurantes é grande e com preços para todos os bolsos. Para a blogueira, mesmo o preço não amigável das moradias compensa: “todos os dias eu acordo de frente para essa paisagem incrível, que muda a cada estação. Moramos em um lugar para onde a maioria das pessoas vêm apenas uma vez na vida. Isso é um privilégio”, finaliza.

Imagem

Fonte: BBC Brasil